A escolha da modalidade de controle de jornada é decisiva para a produtividade de uma empresa. Descubra qual o melhor tipo de controle de ponto para sua empresa, escolha com precisão e aprimore sua gestão de recursos. 

melhor tipo de controle de ponto para a sua empresa

O controle de ponto é uma ferramenta essencial para qualquer empresa que queira controlar a jornada de trabalho de seus funcionários. Existem várias modalidades diferentes disponíveis, o que pode gerar dúvidas sobre qual é o melhor tipo de controle de ponto para a empresa, mas isso dependerá de suas necessidades e orçamento específicos. 

Neste artigo, vamos falar sobre os três principais tipos e descrever as vantagens e desvantagens de cada um deles, para que você possa decidir qual é o melhor para sua empresa. 

Ao final deste artigo, você será capaz de entender as diferentes modalidades disponíveis e tomar uma decisão informada sobre qual é o melhor para sua empresa. Então, continue lendo para saber mais sobre as diferentes modalidades e também qual é o melhor tipo de controle de ponto. 

Confira todos os tópicos que serão abordados nesse conteúdo:

Quais são os tipos de controle de ponto?

Os sistemas de controle de ponto são usados para registrar e monitorar a presença dos funcionários em seus locais de trabalho. Existem vários tipos de controle de ponto, sendo os mais comuns: 

Controle de Ponto Manual:  

O controle de ponto manual envolve o registro das horas de entrada e saída dos funcionários por meio de métodos físicos e manuais. Os funcionários anotam suas horas de trabalho em um livro de ponto, folha de ponto ou cartão de ponto.  

Esse processo é suscetível a erros e requer uma verificação cuidadosa para garantir a precisão dos registros. 

Exemplos: 

  • Livro de Ponto: Os funcionários registram suas horas de entrada e saída em um livro de ponto físico. 
  • Folha de Ponto: Os funcionários preenchem uma folha de ponto com seus horários de trabalho. 
  • Cartão de Ponto: Os funcionários utilizam cartões de papel para registrar suas horas de trabalho. 

Controle de Ponto Mecânico (Relógio de Ponto Tradicional):  

O controle de ponto mecânico utiliza um dispositivo físico conhecido como relógio de ponto mecânico. Os funcionários registram suas horas de entrada e saída inserindo um cartão de papel em um slot do relógio.  

O relógio possui um mecanismo que carimba o horário no cartão, criando um registro físico das horas trabalhadas. 

Exemplos: 

  • Relógio de Ponto de Cartão: Os funcionários inserem um cartão de papel em um relógio de ponto mecânico, que carimba o horário no cartão. 
  • Relógio de Ponto de Fichas: Os funcionários usam fichas de papel em um relógio de ponto, onde o dispositivo registra a hora na ficha. 

 

Controle de Ponto Eletrônico (digital ou online):  

O controle de ponto eletrônico utiliza tecnologia digital para registrar as horas de trabalho dos funcionários.  

Os funcionários registram suas horas de trabalho usando dispositivos eletrônicos, e as informações são armazenadas em um sistema informatizado, facilitando o processamento e cálculo preciso das horas trabalhadas. 

Exemplos: 

  • Cartão de Proximidade: Os funcionários usam um cartão com tecnologia de proximidade que é lido por um dispositivo eletrônico para registrar suas horas. 
  • Biometria (Impressão Digital): Os funcionários registram suas impressões digitais em um dispositivo biométrico que identifica e registra suas horas. 
  • Reconhecimento Facial: Os funcionários utilizam o reconhecimento facial para serem identificados e registrarem suas horas de trabalho. 
  • Aplicativo Móvel: Os funcionários usam um aplicativo em seus dispositivos móveis para registrar suas horas de entrada e saída. 
  • Ponto via Computador: Os funcionários acessam um software de controle de ponto em seus computadores para registrar suas horas de trabalho. 

 

Por que o controle de ponto manual não é mais permitido? 

O controle de ponto manual ainda é permitido, mas não é o mais eficaz ou preciso. Esse tipo de controle de ponto pode ser suscetível a erros e fraudes, e torna mais difícil a criação de relatórios e o controle das horas extras. 

Por que é importante conhecer os diferentes tipos de controle de ponto?

Conhecer os diferentes tipos de controle de ponto é importante, e também os benefícios que essa ferramenta pode oferecer a sua empresa, ajuda você a entender as opções disponíveis e escolher o melhor tipo de controle de ponto.  

Além disso, também facilita a compreensão sobre os requisitos legais para o controle de ponto e contribui para a eliminação de fraudes e erros no registro da jornada. 

Vantagens e desvantagens de cada tipo de controle de ponto

Cada modalidade tem suas próprias vantagens e desvantagens, e a escolha depende das necessidades e recursos específicos de cada empresa. Veja algumas: 

 

Controle de Ponto Manual: 

Vantagens: 

  • Baixo custo inicial, já que não requer investimentos em tecnologia avançada. 
  • Simplicidade de implementação, não exigindo treinamento técnico para operação. 
  • Adequado para pequenas empresas com poucos funcionários. 

 

Desvantagens: 

  • Maior propensão a erros e manipulação de registros. 
  • Dificuldade de gerenciar e analisar grandes volumes de dados manualmente. 
  • Menos preciso e suscetível a perdas de informações. 

 

Controle de Ponto Mecânico: 

Vantagens: 

  • Fornece registros físicos em papel, o que pode ser útil como backup. 
  • Relativamente fácil de usar para os funcionários, pois envolve o uso de cartões de papel. 
  • Menos suscetível a falhas técnicas, já que não requer eletricidade ou conectividade. 

 

Desvantagens: 

  • Custo de manutenção e reposição de cartões. 
  • Dificuldade em gerenciar e analisar os dados sem a ajuda de sistemas informatizados. 
  • Menos eficiente em termos de processamento e cálculo das horas trabalhadas. 

 

Controle de Ponto Eletrônico (Digital): 

Vantagens: 

  • Maior precisão e confiabilidade nos registros de horas trabalhadas. 
  • Facilidade de gerenciar, armazenar e analisar dados através de sistemas informatizados. 
  • Redução de erros e fraudes, pois os registros são automatizados e mais seguros. 

 

Desvantagens: 

  • Custo inicial mais alto devido à aquisição de dispositivos e sistemas eletrônicos, dependendo do tipo escolhido, como é o caso da impressão digital. 
  • Dependência de eletricidade e conectividade de rede, como é o caso do cartão por proximidade. 
  • Requer treinamento para os funcionários utilizarem corretamente os dispositivos, caso escolha um sistema não intuitivo. 

 

É importante saber, entretanto, que as modalidades de controle de ponto eletrônico por aplicativo móvel e por computador, como os da TWO, são soluções que não exigem um equipamento específico para instalação, podendo ser instalados na maioria dos tipos de smartphones, tablets e computadores.  

Além disso, oferece a possibilidade de registro de ponto off line, ou seja, não precisa de rede de internet para armazenar os dados do registro, sendo necessário apenas para a transmissão, o que pode ser feito posteriormente.  

Cada modalidade tem seus prós e contras, e a escolha do melhor tipo de controle de ponto deve levar em consideração fatores como o tamanho da empresa, o número de funcionários, o orçamento disponível, a legislação trabalhista local e a necessidade de precisão e eficiência nos registros de horas de trabalho.  

Além disso, os avanços tecnológicos estão impulsionando cada vez mais a adoção de sistemas eletrônicos e digitais, que oferecem benefícios significativos em termos de precisão e facilidade de gerenciamento de dados. 

melhor tipo de controle de ponto

Qual o melhor tipo de controle de ponto para a sua empresa?

A escolha do melhor tipo de controle de ponto para uma empresa depende de vários fatores, incluindo: 

  • o tamanho da empresa;  
  • o número de funcionários;  
  • o orçamento disponível; 
  • a legislação trabalhista local; 
  • as necessidades específicas da empresa em relação ao monitoramento e gestão das horas de trabalho dos funcionários. 

 

Sabendo disso, geralmente, sistemas eletrônicos ou digitais de controle de ponto oferecem mais vantagens em termos de precisão, eficiência e facilidade de gerenciamento em comparação com métodos manuais ou mecânicos.  

Sistemas eletrônicos podem ser mais eficazes para empresas de todos os tamanhos, especialmente aquelas com um grande número de funcionários ou várias localizações. 

Algumas razões pelas quais um sistema eletrônico de controle de ponto pode ser uma escolha favorável incluem: 

  • Precisão e Confiabilidade: Os sistemas eletrônicos minimizam erros de registro e são menos suscetíveis a fraudes e manipulações. 
  • Facilidade de Gerenciamento: As informações são armazenadas digitalmente, facilitando a análise, o acesso e o processamento dos dados de registro de ponto. 
  • Automatização de Cálculos: Os sistemas eletrônicos podem calcular automaticamente as horas trabalhadas, horas extras, faltas, etc., poupando tempo e esforço administrativo. 
  • Flexibilidade e Personalização: Muitos sistemas eletrônicos permitem personalizar as configurações de acordo com as necessidades específicas da empresa. 
  • Relatórios Detalhados: Os sistemas eletrônicos geralmente fornecem relatórios detalhados sobre as horas trabalhadas, permitindo uma análise mais profunda da produtividade e presença dos funcionários. 

 

No entanto, é importante considerar a capacidade financeira da empresa para investir em um sistema eletrônico e se assegurar de que o mesmo esteja em conformidade com a legislação trabalhista local. 

As modalidades de aplicativo móvel e a versão para computador são ainda mais benéficas para as empresas, já que não exigem equipamentos específicos para a instalação e utilização, reduzindo ao mínimo esse custo, e funcionam em sistema de assinatura mensal, dividindo o custo durante a vigência do contrato.   

É importante que a escolha do melhor tipo de controle de ponto esteja alinhada com os objetivos e as políticas da empresa, visando o aprimoramento da gestão de pessoal e do cumprimento das obrigações legais. 

O que diz a lei sobre o controle de ponto?

A legislação brasileira sobre o controle de ponto é regulamentada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), Lei 13.874/2019 e Decreto 10.854/2021. 

CLT e a Reforma Trabalhista 

A CLT, em seu artigo 74, determina que os empregadores são obrigados a controlar a jornada de trabalho de seus funcionários em empresas com mais de 20 funcionários. 

A Reforma Trabalhista, flexibilizou as regras sobre o controle de ponto. A lei permite que os empregadores e os funcionários negociem livremente as regras do controle de ponto, desde que sejam garantidas as seguintes condições: 

  • O controle de ponto deve ser feito de forma precisa e confiável; 
  • O controle de ponto não pode ser usado para prejudicar os direitos dos funcionários; 
  • O controle de ponto não pode ser usado para controlar a vida privada dos funcionários. 

Decreto 10.854/2021 

O Decreto 10.854/2021 regulamenta a Lei 13.874/2019 e estabelece as regras para o controle de ponto eletrônico.  

O decreto determina que o controle de ponto eletrônico deve ser feito por meio de um sistema informatizado que seja preciso e confiável.  

O decreto também determina que o sistema informatizado deve ser capaz de gerar relatórios sobre as horas trabalhadas pelos funcionários, e também deve ser capaz de controlar as horas extras. 

As empresas que não cumprirem as regras sobre o controle de ponto estão sujeitas a penalidades, como multas e ações trabalhistas. 

Portaria 671/2021 

Outra norma importante é a Portaria 671. Seguindo o artigo 93, é exigido que o registro manual represente de forma precisa a jornada de trabalho dos colaboradores, proibindo assim a prática do “ponto britânico”, que se refere somente à assinatura do horário contratual. 

Mais uma atualização é observada no artigo 94, que agora contempla regras específicas para o registro de ponto mecânico, algo que anteriormente não estava claramente expresso na legislação. 

Por último, a portaria estabelece que ambas as formas de registro podem ser adotadas no sistema de ponto por exceção. No entanto, é indispensável que haja um acordo individual escrito, uma convenção coletiva ou um acordo coletivo de trabalho para a sua implementação. 

melhor tipo de controle de ponto para a sua empresa controle de ponto pelo celular

Como escolher o melhor tipo de controle de ponto para a sua empresa?

Para escolher o melhor tipo de controle de ponto para a sua empresa, é importante considerar diversos fatores e seguir alguns passos importantes: 

 

1. Avalie as necessidades da empresa:

Analise as especificidades da sua empresa, como o número de funcionários, horários de trabalho, quantidade de locais de trabalho, e se há funcionários externos ou com horários flexíveis. 

 

2. Lei trabalhista local:  

Verifique a legislação trabalhista em vigor no seu país ou região, pois ela pode ter requisitos específicos sobre o registro de ponto e quais métodos são permitidos. 

 

3. Recursos financeiros:  

Considere o orçamento disponível para investir no sistema de controle de ponto. Lembre-se de que sistemas eletrônicos e digitais costumam ser mais precisos, mas podem exigir um investimento inicial maior. 

 

4. Precisão e eficiência:  

Pondere sobre a importância da precisão no registro de ponto e a eficiência do sistema em termos de processamento e gestão de dados. Sistemas eletrônicos tendem a ser mais precisos e eficientes nesse aspecto. 

 

5. Segurança e privacidade:  

Avalie a segurança dos dados registrados e a privacidade dos funcionários no sistema escolhido, especialmente se houver coleta de informações biométricas. 

 

6. Facilidade de uso:  

Escolha um sistema de controle de ponto que seja de fácil utilização tanto para os funcionários quanto para o setor de recursos humanos, evitando complicações e facilitando a adoção do sistema. 

 

7. Integração com outros sistemas:  

Se a empresa já utiliza softwares de folha de pagamento ou gerenciamento de recursos humanos, considere sistemas de controle de ponto que se integrem facilmente com essas soluções. 

 

8. Suporte técnico e atualizações:  

Verifique a disponibilidade de suporte técnico do fornecedor do sistema e a frequência de atualizações para garantir que o sistema se mantenha atualizado e funcione corretamente ao longo do tempo. 

 

9. Teste antes de implementar:  

Se possível, teste as opções disponíveis antes de tomar uma decisão final. Algumas empresas oferecem períodos de teste ou demonstrações do sistema para que você possa avaliar a adequação às suas necessidades. 

 

10. Opiniões de outros clientes:  

Pesquise a reputação do fornecedor do sistema de controle de ponto e busque opiniões de outras empresas que já utilizam a solução para ter uma ideia das experiências deles. 

Ao considerar esses pontos e identificar as prioridades da sua empresa, você estará em uma posição mais sólida para escolher o melhor tipo de controle de ponto que atenda às necessidades específicas do seu negócio. 

FAQ - Perguntas mais frequentes

Os principais tipos de controle de ponto são:

  1. Registro manual: Funcionários registram sua entrada e saída em um livro ou folha de ponto.
  2. Relógio de ponto mecânico: Funciona com cartões de papel perfurados.
  3. Controle de ponto eletrônico: Acesso via software pela internet, podendo incluir reconhecimento facial, biometria ou senha.

O melhor tipo de controle de ponto para muitas empresas é o controle de ponto eletrônico, pois é mais seguro e prático, oferecendo maior precisão nos registros e reduzindo as chances de erros ou manipulações.

Para escolher o melhor tipo de controle de ponto para a sua empresa é preciso considerar:

  1. Necessidades da empresa

  2. Tamanho da equipe

  3. Segurança do sistema

  4. Facilidade de uso

  5. Precisão

  6. Integração com outros sistemas

  7. Recursos adicionais

  8. Suporte técnico

  9. Legislação

  10. Custo-benefício

Ao considerar esses pontos, você poderá fazer uma escolha mais adequada ao tipo de controle de ponto que melhor atenda às necessidades e características da sua empresa.

A escolha do melhor tipo de controle de ponto para a sua empresa desempenha um papel crucial na gestão eficiente dos recursos humanos e no cumprimento das obrigações trabalhistas.  

Considerando as inúmeras vantagens dos sistemas de controle de ponto eletrônico, como maior precisão, automatização de cálculos e facilidade de gerenciamento, é evidente que essa opção tem se destacado no mercado atual.  

E para conhecer ainda mais os benefícios dessa modalidade, acesse agora nosso Guia exclusivo “Controle de Ponto Eletrônico de A a Z” e descubra todas as informações necessárias para otimizar a gestão de tempo e recursos da sua empresa.  

Baixe gratuitamente e potencialize a eficiência do seu negócio!