Como reduzir o número de horas extras e otimizar o trabalho

reduzir o número de horas extras
7 min de leitura direto

O excesso de horas extraordinárias é prejudicial tanto para os colaboradores quanto para sua empresa. Mas, o que muitos gestores não sabem é que o excesso de horas adicionais é prejudicial para o seu negócio e seus colaboradores e, por isso, é importante reduzir o número de horas extras.

Quando as horas extras começam a ficar constantes, é momento de acender a luz vermelha, algo precisa ser feito antes que seja tarde demais. Alguns pensam que horas extras é sinônimo de produtividade, mas aqui nesse texto você verá que o excesso é sinal de má administração e pode levar empresa e colaboradores ao colapso.

Portanto, se você se identifica com essa situação, se o tema despertou seu interesse, seu lugar é aqui. Vamos abordar detalhes sobre o assunto para lhe ajudar a reduzir o número de horas extras e evitar que na sua empresa não ocorra uma situação de extremo. Fique conosco! Boa leitura!

Por que reduzir o número de horas extras?

Reduzir o número de horas extras é importante para manter a saúde dos colaboradores e também para reduzir o risco de ter um descontrole financeiro.

No passado, antes da flexibilização para o uso do banco de horas, a prática de horas extras era algo bem calculado, pois impactava diretamente na folha de pagamento.

Nesse contexto as empresas reprimiam bastante o acúmulo das horas, para evitar que o fechamento da folha fosse complicado, devido aos altos valores.

Havia também a possibilidade do colaborador fazer um serviço lento para jogar sua conclusão para depois do horário do expediente, visando a valor do acréscimo das horas.

Após a Reforma Trabalhista de 2017 houve uma flexibilidade na implantação do banco de horas. Assim, foi retirado o compromisso da empresa de pagar as horas extras, e permitido que as horas que passassem do expediente seja compensado em outro dia com folgas.   

Assim, as empresas começaram liberar mais essa questão do trabalho após a jornada comum, só que, ainda assim, é preciso considerar que o excesso de horas extras afeta tanto a empresa quanto aos colaboradores.

Portanto, veja abaixo alguns pontos em que o excesso de horas extras afetam a empresa e sua equipe. A seguir, confira 5 dicas para otimizar o trabalho e reduzir o número de horas extras na sua empresa.

Excesso de Horas Extras e o Colaborador

reduzir o número de horas extras

Pela legislação brasileira, salvo exceções por acordos, a jornada comum é de 8 horas/diárias, com a permissão que haja até 2 horas extras.

Se formos bem coerentes sabemos que existe outro tempo gasto com o deslocamento até o trabalho e a volta para casa, se um colaborador ficar 10 horas à disposição da empresa, sendo 8 horas jornada comum e mais 2 horas extras, contando com um intervalo de 1 hora de intervalo, vai somando 11 horas.

Contabilizando 3 horas de deslocamento, esse trabalhador, por baixo, dedicou 14 horas de seu dia ao trabalho. Lembrando que, o exemplo de cálculo apresentado, não se conta para a jornada, mas sim para o desgaste do colaborador.

A frequência desse desgaste ocasiona danos à qualidade de vida do colaborador, ele fica vulnerável a desenvolver problemas físicos e de saúde mental.   

Por viver mais tempo no trabalho que em vida pessoal, esse colaborador perde sua vida social, o que afeta sua qualidade de sono, ficando exposto a outros problemas, como:    

  • Obesidade
  • Problemas cardíacos
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Síndrome do Pânico
  • Burnout

Essas são algumas das razões que devem levar a empresa a reduzir o número de horas extras em sua equipe de colaboradores.

Excesso de Horas Extras e a Empresa

Basicamente, são 3 as principais consequências que as empresas sofrem pelo excesso de horas extras.

Incidência de Dispensa Médica

O excesso de horas extras deixa o colaborador vulnerável e, se ele adoece precisa se afastar do trabalho. Além disso, grande parte das empresas sofrem com essa situação. Portanto, é função do RH realizar a gestão do controle de horas extras.

Aumento de Acidentes de Trabalho

A primeira consequência notada é o cansaço, e esse é um dos primeiros causadores de acidentes de trabalho.

Além disso, acidentes dentro do expediente trazem mais problemas para a empresa que uma falta por dispensa médica. Então essa questão precisa de total atenção.

Aumento da Rotatividade

Mesmo seu excesso sendo prejudicial, quando a hora extra era compensada por meio de pecúnia, o colaborador tinha interesse de fazer o máximo que fosse permitido.

No entanto, com a implantação do banco de horas, que de imediato suspende a obrigatoriedade de pagamento, as empresas passam a “pagar” essas horas feitas além da jornada com dias de folga. Nesse contexto, a equipe se sente desgastada por esse excesso. Sendo assim, começam a pedir demissão. Com isso, a rotatividade ou turnover, como é chamado, tem sua incidência aumentada.

A rotatividade é um desgaste para qualquer empresa. Portanto, deve ser evitada. E, nesse caso, é importante reduzir o número de horas extras, que se torna um indicativo a considerar.

Veja a seguir como as empresas podem evitar o excesso de horas extras.

Como reduzir o número de Horas Extras

1. Compreenda suas necessidades para horas extras

Alguns não sabem que o excesso de horas extras pode ser uma falha administrativa. Portanto, se ao examinar as razões para tantas horas extras você perceber que realmente a demanda aumentou, precisa tomar decisões administrativas. Além disso, sua empresa pode estar sobrecarregada precisando de reforço.

2. Aumente a Equipe

Analise a razão das horas extras em sua empresa. Portanto, sendo detectado que o excesso de trabalho é a principal causa do excesso, o problema passa a ser administrativo. Sendo assim, para solucionar a situação, a empresa pode contratar mais colaboradores, efetivos ou temporários. Outra solução é contratar estagiários. 

3. Melhor Administração dos Trabalhos

Uma ação que ajuda na redução de horas extras é uma melhor administração dos trabalhos que são realizados. Portanto, crie uma ordem que ajuda no desempenho. Sendo assim, uma boa dica é diminuir a burocracia que tende a deixar as atividades mais lentas.

4. Use Tecnologia 

A tecnologia sempre desenvolve meios de facilitar as atividades de trabalho, certamente você pode usar meios que vão ajudar. As empresas que investem em tecnologia tem conseguido agilizar suas demandas, então observe onde pode implantar sistemas tecnológicos em sua empresa.

Com os avanços tecnológicos, nós temos à disposição hoje diversos sistemas e ferramentas que facilitam e otimizam a realização de diversas tarefas. E porque não implantá-las na sua empresa?

Com o uso da tecnologia, grande parte das atividades dos colaboradores serão feitas de forma muito mais rápida, e apesar de demandar um certo custo inicial, com o tempo, ela com certeza será mais rentável.

5. Política de Horas Extra      

Políticas de horas extras eram adotadas visando a diminuição no fluxo de caixa. No entanto, atualmente ela deve existir para não trazer desgastes na equipe de colaboradores.

Como você pôde perceber nesse artigo, o excesso de horas adicionais prejudica a todos, empresa e principalmente aos colaboradores e é preciso encontrar maneiras de reduzir o número de horas extras.

Uma forma de ter um controle em tempo real das jornadas de seus colaboradores é ter um bom software como o sistema de controle de ponto. Sendo assim, a TWO é a solução que sua empresa precisa. Solicite agora mesmo um teste gratuito.       

Posts relacionados

O empregado que comete fraude no controle de ponto pode sofrer diversas consequências legais, incluindo…
Enquanto o Cartão de Ponto requer a presença física dos funcionários no local de trabalho…
O registro de ponto pelo celular é realizado por meio do smartphone do colaborador e…